José Luiz Bedani trabalha para o Grupo Agro100 no Mato Grosso do Sul desde janeiro de 2003. Engenheiro agrônomo formado em 1981 pela antiga Fundação Faculdade Luiz Meneghel, a escola de Bandeirantes-PR, ele começou a vida profissional administrando fazenda e unidades de recebimento de grãos no Paraná.
Foi contratado pela Agro100 para gerenciar o plantio de soja que se iniciava no Mato Grosso do Sul. Depois passou também a administrar a unidade de recebimento e armazenamento de grãos que a empresa arrendou em Eldorado. Em 2004, foi gerenciar a filial da empresa em Naviraí, onde está até hoje. Bedani conta que hoje ele atende cerca de 100 clientes nos municípios de Naviraí, Itaquiraí, Jateí, Juti, Novo Horizonte do Sul, Nova Andradina, Anaurilândia e Bataguaçu. Ele conta que quando chegou ao Mato Grosso do Sul, o plantio de soja estava em expansão na região. “De certa forma era um pioneirismo. Transformar pastagens em lavouras, plantar uma cultura nova. Os anos de 2004, 2005 e 2006 foram anos de turbulência na região por conta desta transformação. E a Agro100 impulsionou esta mudança, participou de todo este processo e é reconhecida como sinônimo de confiança e responsabilidade em toda a cadeia do agronegócio”, garante Bedani. Ele diz que valeu a pena a mudança em sua vida. “Proissionalmente a Agro100 me proporcionou oportunidade de crescimento. Isso porque é uma empresa moderna que mantém seu quadro técnico muito bem atualizado sobre as constantes novidades surgidas neste segmento extremamente dinâmico que é o do agronegócio” diz. Bedani é casado há 34 anos com Leoni Fonseca e tem dois filhos, Lucas, cirurgião dentista e Larissa, estudante de agronomia na Universidade Estadual de Londrina.